Você está aqui: Página Inicial » Estágios » Programas de Estágios Internacionais » Projecto SCAN
Acções do Documento

Projecto SCAN

O que é?
É um Programa promovido pela Rota Jovem, que se ocupa da medida de mobilidade que está relacionada com colocação de jovens em empresas e organizações noutros países para realização de estágios profissionais.
Quais os objectivos?
Aumentar as competências profissionais e linguísticas (inglês e língua do país de acolhimento) dos participantes;
Possibilitar o intercâmbio de metodologias e perspectivas profissionais com os organismos/países envolvidos;
Promover, dentro junto do sector social, a animação sócio cultural como ferramenta relevante de trabalho a nível transnacional.
Quem pode participar?
Jovens de nacionalidade portuguesa com idade compreendida entre 18 e 35 anos de idade, que estejam à procura de emprego na área da animação sócio-cultural e diplomados na área ou em áreas afins (serviço social, educador social, ciências sociais) e se encontrem desempregados ou procurem uma formação mais específica na área da animação com crianças, jovens, idosos e minorias sociais (imigrantes,deficientes, sem abrigo, toxicodependentes, desempregados).
Os estudantes não podem participar.
Como funciona?
16 semanas num país europeu com o qual foi estabelecida parceria, na maioria dos projectos as primeiras 3/4 semanas são dedicadas ao curso de língua, normalmente para iniciados; sucessivamente serão inseridos no estágio, que tem a duração de 20 a 35 horas de trabalho semanal.
Antes da partida, o grupo participa numa semana de preparação em Cascais e no regresso são feitas reuniões de avaliação do projecto em que cada estagiário fará uma apresentação final escrita em formato de relatório e participa num seminário de disseminação de resultados.
Apoios monetários
O projecto suporta as seguintes despesas de cada estagiário: viagem internacional, estadia no estrangeiro durante o período de estágio, curso inicial de língua no país de acolhimento, programa sócio-cultural, tutoria da parte dos organismos de envio e acolhimento, despesas de transportes locais para realização das actividades do programa, como sejam as deslocações, para a frequência do curso de língua do país de acolhimento, para o local de estágio e para a realização das actividades sócio-culturais, sempre que a distância entre o alojamento e os referidos locais o justifique; as refeições, em alguns dos locais de estágio pode haver serviço de refeitório na entidade, na maioria das vezes os jovens serão responsáveis pelas suas próprias refeições e para tal recebem periodicamente um contributo denominado “pocket-money”.
Para mais informações

Portal:Rota Jovem

Contactar: Ana Ferreira – Coordenadora de Projecto
Tel. 214862005
ldv@rotajovem.com