Você está aqui: Página Inicial » Newsletter » Newsletter de Junho de 2011 » Apoios ou Incentivos ao Financiamento
Acções do Documento

Apoios ou Incentivos ao Financiamento

Notícias recentes

João Trigo da Roza, presidente da APBA, afirma “Futuro Governo deve ajudar a formar um novo tecido económico”
Actualmente com 160 membros, a Associação Portuguesa de Business Angels (APBA) tem, para este ano, 20 milhões de euros para investir e 15 projectos para desenvolver. O presidente do organismo, João Trigo da Roza, alerta que o país deve aproveitar a intervenção da “troika” para trabalhar ao nível da estrutura do funcionamento do tecido financeiro, “procurando reforçar a economia através do apoio à criação de novas empresas”. Em entrevista à “Vida Económica”, o mesmo responsável defende ser “importante que o novo Governo ajude a reforçar um ecossistema onde estão presentes empreendedores, investidores como os business angels, as grandes empresas, PME de excelência e as autarquias”. A união, acrescenta, “pode ter um papel relevante na dinamização de um novo tecido económico com novas empresas de alto valor acrescentado capazes de se internacionalizarem”.
Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica


CANDIDATURAS AO «QREN EMPRÉSTIMOQUADRO » ATÉ 24 DE JUNHO
Teve início no dia 12 de Maio o período de candidaturas ao «QREN Empréstimo-Quadro», destinado a financiar a contrapartida nacional dos projectos co-financiados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e Fundo de Coesão. Esta primeira fase decorre até 24 de Junho de 2011 e conta com um envelope financeiro de 450 milhões de euros para apoio aos projectos.
As candidaturas devem ser apresentadas online no portal do IFDR (Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional), onde estão disponíveis todas as informações necessárias à obtenção do financiamento. São beneficiários potenciais deste empréstimo as entidades da Administração Central, Regional e Local, as instituições de ensino superior e centros de investigação e desenvolvimento, as entidades dos sectores empresariais do Estado, Regional e Autárquico bem como empresas concessionárias de serviço público, as pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos, incluindo as instituições particulares de solidariedade social ou equiparadas, fundações e associações de utilidade pública.
Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica

VODAFONE LANÇA MAIS UMA EDIÇÃO DO CONCURSO MOBILE CLICKS A Vodafone acaba de reeditar o Mobile Clicks. O concurso de âmbito internacional mantém os objectivos de outros anos: encontrar e premiar as melhores start-ups europeias com projectos na área da internet móvel. A edição de 2011 conta com um número recorde de sete países - Portugal, Reino Unido, Turquia, Holanda, Alemanha, Espanha, Irlanda -, os quais irão, cada um, seleccionar uma start-up para, depois, participar na final internacional a decorrer, entre 14 e 16 de Setembro, em Amesterdão. Aqui, vão ser premiadas três empresas: a primeira com uma recompensa no valor de 150 mil euros, a segunda com 50 mil euros, a terceira com 25 mil euros. Os portugueses deverão enviar os seus projectos, até às 23 horas de 12 de Junho, para o endereço www.vodafonemobileclicks.com.
Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica

Programa “DAR A VOLTA”: APB LANÇA ACÇÕES DE FORMAÇÃO SOBRE MICROCRÉDITO
A Associação Portuguesa de Bancos (APB) e alguns dos seus Associados, o Instituto de Formação Bancária e a Universidade Católica do Porto associaram-se à Entrajuda, uma instituição particular de solidariedade social que visa apoiar outras instituições ao nível da organização e gestão, no Programa “DAR A VOLTA”. Este Programa pretende dar a conhecer às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), e aos técnicos que com elas colaboram, instrumentos financeiros e de gestão doméstica que lhes permitam dar um apoio mais efectivo às famílias carenciadas. O objectivo é ajudar as famílias em situações de desemprego e carência a “dar a volta à vida”, permitindo-lhes ultrapassar, por exemplo, situações de desemprego através do recurso ao microcrédito para criação do seu próprio negócio/emprego.
Promovido e organizado pela Entrajuda, em parceria com a APB e a Universidade Católica do Porto e contando com o apoio da Hotelshop e a colaboração de Parceiros locais, nomeadamente autarquias e universidades, em cada uma das capitais de Distrito, o programa engloba acções de formação sobre microcrédito, dirigidas aos técnicos que trabalham voluntariamente nas IPSS apoiadas pela Entrajuda. As acções de formação irão decorrer, numa 1ª fase, em cinco capitais de distrito (Lisboa, Faro, Viseu, Portalegre e Porto) e serão ministradas por profissionais de vários bancos associados da APB.
Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica

Ainda é possível usufruir de benefícios fiscais em I&D SIFIDE PERMITE AUMENTAR CAPACIDADE CONCORRENCIAL DAS EMPRESAS
A maioria das empresas nacionais assume que a crise económica tem implicado um impacto elevado nas suas actividades de inovação, de acordo com Nuno Nazaré, director do grupo Alma Consulting. Para aumentarem a sua competitividade, até ao final de Maio as empresas podem candidatar- se ao SIFIDE, podendo deduzir o apoio concedido em sede de IRC e diminuir o encargo ainda no ano em curso. O Sistema de Incentivos Fiscais à Investigação e Desenvolvimento Empresarial é um programa que apoia as empresas que desenvolvem projectos de I&D, apresentando uma taxa de aprovação que se situa em cerca de 70%. Permite recuperar até 82,5% do valor investido na área de I&D, através da dedução directa à colecta de IRC.
Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica

SEGUNDA FASE DO FOTO UNIVERSIA JÁ ARRANCOU
Já arrancou a 2ª edição do FotoUniversia, o concurso de fotografia do Universia dirigido aos estudantes e professores das instituições de ensino superior públicas e privadas. O FotoUniversia tem um cariz internacional e nele participam os 23 países constituintes da rede Universia. A fase nacional decorre até 15 de Julho em http://foto.universia.pt e o tema é livre, podendo cada participante concorrer com um número ilimitado de fotografias.
Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica

FIDELIDADE MUNDIAL PREMEIA JOVENS PINTORES
Daniel Melim foi o grande vencedor do “Prémio Fidelidade Mundial Jovens Pintores 2011”, concurso promovido anualmente pela seguradora do grupo Caixa Geral de Depósitos para incentivar a produção artística portuguesa na área da pintura e contribuir para o reconhecimento de jovens talentos nesta área.
O vencedor do concurso foi distinguido pelos seus trabalhos em acrílico sobre membrana acrílica, que lhe valeram o prémio de 7.500 euros. O júri, composto por Miguel Lobo Antunes, administrador da Culturgest, pelos pintores João Queiroz e Bruno Pacheco e pelos curadores Leonor Nazaré e Miguel Wandschneider, decidiu tambem atribuir menções honrosas, no valor de 3750 euros cada, aos jovens Ana Manso, Jorge Lopes e Mariana Gomes. No total, foram recebidas 77 candidaturas a este concurso. As obras dos artistas premiados e de mais dois finalistas, André Catalão e Rui Pedro Jorge, estiveram em exposição na Galeria Chiado 8, da Fidelidade Mundial
 Fonte : Newsletter incentivos - jornal vida económica

EMPRESÁRIAS LUSAS PROMOVEM COMPETITIVIDADE NO NORTE E ALENTEJO Com o objectivo de estimular a competitividade empresarial e a dinâmica das regiões do Alentejo e do Norte, a Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias (APME) está a desenvolver, em parceria com a União Empresarial da Região Norte, o projecto denominado “Inteligência Estratégica Colectiva” (IEC).
Em causa está uma iniciativa “pioneira criada para melhorar a inovação, a competitividade e a projecção externa da actividade empresarial” das referidas regiões, explica, à “Vida Económica”, Ana Bela Pereira da Silva, presidente da APMEO IEC, acrescenta a mesma responsável, “aposta, a partir da análise do perfil competitivo de cada região, na mobilização dos actores mais relevantes das regiões Alentejo e Norte para uma intervenção pro-activa que acelere as dinâmicas de inovação e de reforço da competitividade empresarial e territorial, bem como numa actuação dirigida aos factores dinâmicos da competitividade das empresas, que privilegia a cooperação empresarial, criação de redes internas e externas de partilha de informação, a inovação, a transferência de tecnologia, o empreendedorismo, as novas tecnologias de informação, os recursos humanos, o marketing e a internacionalização”.
O objectivo final passa por desenvolver um sentido de “inteligência colectiva” nas regiões Alentejo e Norte que permita um maior equilíbrio do ponto de vista de coesão social e territorial, combatendo a desertificação do interior, através da aposta no desenvolvimento regional e na consolidação de “clusters de conhecimento” sustentados, argumenta Ana Bela Pereira da Silva.
Fonte: newsletter incentivos do jornal vida económica

CONCURSOS NORTE
AVISO Requalificação da Rede Escolar do Ensino Básico e da Educação Pré-escolar Até 17/06/2011 (18h00) http://www.ccr-norte.pt/novonorte/rreb23_1_2010.pdf Aviso Complementar http://www.ccr-norte.pt/novonorte/rreb23_1_2010ac.pdf Alteração http://www.ccr-norte.pt/novonorte/altrreb23_01_2010.pdf
AVISO Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística Até 17/06/2011 (17h00) http://www.ccr-norte.pt/novonorte/saaael_1_2011.pdf
AVISO EEC Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar – Projectos Âncora Até 09/09/2011 (17h00) http://www.ccr-norte.pt/novonorte/eec_mar_pa_1_2011.pdf AVISO EEC PROVERE Minho IN – Projectos Âncora Até 16/09/2011 (17h00) http://www.ccr-norte.pt/novonorte/eec_provere_minhoin_pa_1_2011.pdf CONCURSOS POPH AVISO Ensino Artístico Especializado 10/05/2011 a 07/06/2011 http://www.poph.qren.pt/upload/docs/noticias/Concursos_Candidaturas/2011/AvisoAbertCand9_2011.pdf POFC
 AVISO Sistema de Apoios à Modernização Administrativa (SAMA) 18/05/2011 a 30/09/2011 mais informações em www.qren.pt

QREN EMPRÉSTIMO-QUADRO QUEM PODE BENEFICIAR DOS APOIOS?
As entidades da Administração Central, Regional e Local, as Instituições de Ensino Superior e Centros de Investigação e Desenvolvimento, as entidades dos sectores empresariais do Estado, Regional e Autárquico. Podem ainda beneficiar de financiamento no âmbito do Empréstimo- Quadro as empresas concessionárias de serviço público, as pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos, incluindo as Instituições particulares de Solidariedade Social ou equiparadas e as Fundações e Associações de Utilidade Pública, que sejam beneficiários de operações co-financiadas por FEDER ou por Fundo de Coesão e que tenham capacidade legal e estatutária para a contracção de empréstimos.
ONDE POSSO APRESENTAR UMA CANDIDATURA? A candidatura relativa ao pedido de financiamento reembolsável é formalizada por via electrónica, através da página Pedido de Financiamento.
QUE DOCUMENTAÇÃO É NECESSÁRIA PARA A FORMALIZAÇÃO DE UMA CANDIDATURA? A candidatura ao EQ deve ser apresentada através do preenchimento de formulário electrónico disponibilizado no Portal do IFDR, em Plataforma de Candidaturas. O formulário de candidatura ao pedido de financiamento reembolsável QREN-EQ é submetido, por via electrónica, pelo beneficiário da operação QREN, à Autoridade de Gestão do PO do QREN financiador. Fonte: http://www.ifdr.pt

SISTEMAS DE INCENTIVOS: ORIENTAÇÃO DE GESTÃO

Consulte através do link em baixo a Orientação de Gestão n.º 11/2011, que determina as condições da transferência de projectos entre Programas Operacionais, no âmbito dos sistemas de incentivos às empresas do QREN http://www.pofc.qren.pt/ResourcesUser/Normas/2011/20110415_OG_11_2011_Transf_projectos.pdf
Fonte: newsletter incentivos jornal vida económica

Sistemas de Incentivos às Empresas do QREN: Plano de Concursos 2011 Concursos | 2.º Semestre
SISTEMAS DE INCENTIVOS
DATA DE ABERTURA DATA DE FECHO
SI I&DT (Projectos em Co-Promoção) 11 de Julho de 2011 30 de Setembro de 2011 SI I&DT (Vale I&DT) 07 de Outubro de 201121 de Novembro de 2011
SI Qualificação PME (Vale Inovação) 07 de Outubro de 201121 de Novembro de 2011
 SI Qualificação PME (Projectos Individuais ou em Cooperação) 18 de Outubro de 201116 de Dezembro de 2011
SI I&DT (Núcleos de I&DT) 04 de Novembro de 201110 de Janeiro de 2012
SI I&DT (Projectos Individuais) 15 de Novembro de 201102 de Março de 2012
SI Inovação (Projectos de Inovação) 30 de Novembro de 201110 de Fevereiro de 2012
SI Inovação (Projectos de Empreendedorismo) 30 de Novembro de 201110 de Fevereiro de 2012
 Fonte newsletter incentivos jornal vida económica


Aberto concurso de incentivos à mobilidade eléctrica

Encontram-se abertas desde o dia 26 de Maio as candidaturas ao Sistema de Incentivos à Inovação, para projectos de inovação produtiva no âmbito do programa de mobilidade eléctrica. O concurso visa o estímulo ao aproveitamento do potencial de desenvolvimento de novas actividades no País sustentadas pelo programa de mobilidade eléctrica, através do incentivo à produção de veículos eléctricos e dos respectivos componentes e software e ainda a produção de equipamentos e prestação de serviços relevantes para a rede de mobilidade eléctrica. O presente concurso destina-se apenas aos projectos de investimento inseridos no Pólo de Competitividade e Tecnologia das Indústrias da Mobilidade, pelo que os projectos candidatos devem justificar detalhadamente a sua relevância para a concretização dos objectivos do referido Pólo. São abrangidos pelo concurso os investimentos em novos produtos ou processos, com intervenção relevante em pelo menos uma das seguintes áreas: - Aquisição e transferência de tecnologia; - Engenharia e desenvolvimento de produto ou processo (incluindo capacidades laboratoriais); - Produção de novos produtos e soluções inovadoras; - Internacionalização, incluindo a participação em redes de fornecimento integrado de soluções de mobilidade eléctrica. As candidaturas estão abertas até ao próximo dia 22 de Agosto, sendo abrangidas todas as regiões NUTS II do Continente, com excepção da região de Lisboa.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica

mais informações: http://www.incentivos.qren.pt/document/20110526_AAC_11_2011_SIInovProd_Mobi_E.pdf http://www.incentivos.qren.pt/document/20110526_MP_AAC_11_2011_SIInovProd_Mobi_E.pdf


ABERTA A 1ª CONVOCATÓRIA DE PROJECTOS ESTRATÉGICOS DO ENPI CBCMED

Encontra-se aberta até dia 14 de Julho a 1ª Convocatória de Projectos Estratégicos do Programa de Cooperação Transfronteiriça ENPI CBC - Bacia do Mediterrâneo. Esta convocatória destina-se a projectos nas seguintes prioridades: Prioridade 1 “Promoção do desenvolvimento sócioeconómico” - Indústria Agro-alimentar; - Turismo sustentável baseado na preservação e valorização do património natural e cultural; - Gestão integrada da costa marítima, incluindo segurança marítima; Prioridade 2 “Promoção da sustentabilidade ambiental” - Tratamento de resíduos e reciclagem; - Gestão da água; - Energia solar. O envelope financeiro previsto é de cerca de 62 milhões de Euros, devendo os projectos durar entre 24 a 36 meses e ter um custo elegível entre 2 milhões e 5 milhões de Euros. O processo de candidatura compreenderá duas fases: Na 1ª Fase deverá ser submetida uma “Concept Note” (pré-selecção); Na 2ª Fase, será solicitado, apenas às parcerias pré-seleccionadas, a submissão do formulário de candidatura completo.

Mais informações: www.enpicbcmed.eu

Fonte: www.qren.pt 


DOIS MILHÕES PARA PROJECTOS INOVADORES NAS INDÚSTRIAS CRIATIVAS Os projectos inovadores na área das indústrias criativas poderão beneficiar do apoio resultante do protocolo celebrado entre a ADDICT - Agência para o Desenvolvimento das Indústrias Criativas - e a Invicta Angels, associação de Business Angels do Norte. No total, segundo apurou a VE junto de Carlos Martins, presidente da ADDICT, será uma fatia de dois milhões de euros de um total de oito milhões que os associados da Invicta Angels poderão disponibilizar para o lançamento de “start- ups” e negócios inovadores. Os apoios englobam as áreas da arquitectura, publicidade, música, cinema, artes visuais e antiguidades, jogos de vídeo e computador, design, moda, edição ou artes performativas, entre outros.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica

Com a participação da aicep e da cgd MOTA-ENGIL CRIA FUNDO PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS PORTUGUESAS

A Mota Engil vai apoiar a internacionalização das empresas portuguesas em todos os mercados onde está presente. O projecto, apresentado recentemente na Associação Empresarial de Amarante, envolve a AICEP e a CGD, e aposta na parceria com as empresas interessadas, através do financiamento das acções e a partilha de risco e dos resultados. Além da análise e financiamento das acções de internacionalização o conceito criado pela Mota-Engil prevê o apoio directo das delegações da construtora no estrangeiro às PME, complementando o trabalho desenvolvido pelo Aicep ou pelos bancos. Desta forma, a Mota-Engil partilha a sua experiência de presença directa nos mercados com as PME portuguesas que se querem internacionalizar. O apoio prestado visa atenuar os custos das iniciativas e diminuir os riscos, ajudando as empresas a ultrapassar as dificuldades que surgem nos projectos de internacionalização.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica


QREN Empréstimo-Quadro: candidaturas até 24 de Junho

Entre a República Portuguesa e o Banco Europeu de Investimento (BEI) foi acordado um empréstimo de 1.500 milhões de euros para incentivar a execução do QREN, do qual a primeira tranche de 450 milhões de euros foi já objecto de contrato de financiamento. OBJECTIVOS E PRIORIDADES O Empréstimo-Quadro (EQ) insere-se nas iniciativas de aceleração da execução do QREN e de promoção do investimento, tendo por objectivo: - Estimular a aplicação dos Fundos Estruturais da União Europeia em Portugal; - Promover o desenvolvimento das regiões, com impacto no emprego e na actividade local, através do apoio prioritário a projectos de pequena e média dimensão (até 50 milhões de euros) desenvolvidos em todo o território nacional; - Permitir o acesso a financiamento em condições mais favoráveis do que as actualmente praticadas nos mercados financeiros. Os investimentos deverão responder às cinco prioridades estratégicas do QREN para apoio comunitário: - Promover a qualificação; - Promover o crescimento sustentado; - Garantir a coesão social; - Assegurar a qualificação do território e das cidades; - Aumentar a eficácia da governação. ÂMBITO SECTORIAL São elegíveis os projectos de investimento nos sectores da investigação, desenvolvimento e inovação (IDI), tecnologias da informação e da comunicação (TIC), transportes, água, resíduos sólidos, cultura, eficiência energética e fontes de energia renováveis, regeneração urbana, saúde e educação. BENEFICIÁRIOS São beneficiários potenciais deste empréstimo a Administração Central, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, as empresas concessionárias detentoras de licenças de serviço público, as pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos, incluindo as instituições particulares de solidariedade social ou equiparadas, fundações e associações com utilidade pública. MONTANTE - 1.500 milhões de euros no total; - 450 milhões de euros na primeira tranche de financiamento. TAXA DE JURO A taxa de juro dos financiamentos aprovados no âmbito da primeira tranche é de 3,901%. PRAZO E AMORTIZAÇÕES O financiamento é concedido pelo prazo que seja fixado no contrato, a celebrar entre o IFDR (Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional) e o beneficiário, em função da tipologia da operação, com um limite máximo de 15 anos. As amortizações do capital em dívida são efectuadas semestralmente, podendo ter um período de carência de até 3 anos. Os juros são pagos no final de cada trimestre. CANDIDATURAS A primeira fase de candidaturas abriu no dia 12 de Maio e decorre até 24 de Junho de 2011. As candidaturas devem ser apresentadas online no portal do IFDR (Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional), através da página Pedido de Financiamento.

Fonte: www.ifdr.pt 


BETA-START APOIA PROJECTOS EMPREENDEDORES DE VOCAÇÃO GLOBAL

A Associação para a Promoção da Inovação e Empreendedorismo (Beta- i) e a NetValue Ventures, plataforma de investimento e apoio financeiro a “start-ups” em Portugal, desenvolveram o projecto Beta-Start. Segundo apurou a “Vida Económica”, este programa seleccionou cinco projectos empreendedores em diversas áreas e que estão em fase de incubação nas instalações da associação, em Lisboa. O NetValue Ventures é um “seed capital fund” vocacionado para o apoio de projectos baseados na Internet e dispositivos móveis. Numa primeira fase, o NetValue Ventures irá investir até 50 mil euros por projecto.Os incentivos compreendem “acesso preferencial a prestadores de serviços administrativos e legais, suporte financeiro, “mentoring” por gestores profissionais com competências como gestão, finanças, marketing e internacionalização, sinergias empresariais com empresas ligadas a este projecto”, para além de “um espaço de trabalho físico no centro de Lisboa”.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica

Sabe o que é o fundraising? SAIBA COMO IMPLEMENTAR SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA NO TERCEIRO SECTOR

Consiste numa “técnica que tem como missão angariar fundos para o cumprimento da missão de organizações não lucrativas” e promete devolver a sustentabilidade financeira deste tipo de organismos. Denomina-se “fundraising” e foca-se na “conquista de muitos doadores, particulares, empresas e mesmo outros organismos, que facultam saúde económica à causa defendida”. A ideia é apresentada à “Vida Económica” por Madalena Alves Pereira, sócia da Call do Action, uma consultora que desenvolve projectos, planos e estratégias de angariação de fundos para o terceiro sector. O objectivo passa, precisamente, por “tornar as organizações não lucrativas financeiramente sustentáveis”. Sublinhando que “esta é a técnica adoptada actualmente pela maioria das grandes ONG internacionais”, a mesma responsável frisa que o fundraising “não fala só de dinheiro, já que muitas vezes consegue-se captar bens, serviços e voluntariado, que são fundamentais para o cumprimento da missão, e que existindo de forma gratuita, permitem reduzir as necessidades financeiras e deixam concretizar o projecto”. Questionada sobre a importância dos fundos disponibilizados por instâncias europeias, como é o caso do QREN, para a saúde do terceiro sector, a mesma fonte refere que são “fundamentais”. “A sua existência é crucial porque colabora directamente, na maioria das vezes, no desenvolvimento de muitos projectos, e mesmo de muitas organizações.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica


EMPRESAS PODEM CANDIDATAR-SE AO QREN PARA FINANCIAR PROJECTOS DE FORMAÇÃO AVANÇADA O QREN

Pode ser uma alternativa a pensar caso pretenda financiamento para um projecto de formação avançada. As alternativas são duas: o Programa Operacional Factores de Competitividade (Compete) e o Programa Operacional do Potencial Humano (POPH). Se, no primeiro caso, a formação terá que ser integrada num investimento mais amplo, onde cabem outras vectores, no segundo estamos a falar de projectos autónomos, dedicados inteiramente à formação. As taxas de comparticipação, sem ter em conta os valores dos limites máximos dos custos elegíveis, oscilam, para as PME, entre os 35% e os 70%. Tal vai depender da natureza do projecto, ou seja, de se tratar de formação de carácter específico ou geral. fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica


LINHA DE CRÉDITO ANJE CGD

Destinada aos jovens empreendedores, a Linha de Crédito ANJE/Caixa Geral de Depósitos visa facilitar a criação de pequenos negócios e apoiar novos investimentos em negócios já estabelecidos. O montante máximo de empréstimo é de 50 mil euros. Cabe à associação avaliar a viabilidade dos projectos e apresentar a proposta à CGD. fonte:

Newsletter incentivos - jornal vida económica

BARCLAYS CRIA LINHA DE CRÉDITO PARA MICROEMPRESAS

O banco Barclays lançou uma linha de crédito específica para microempresas. O “spread” é bonificado e metade do valor é assegurado através de uma garantia mútua. Com o Barclays Investe - que sucede à PME Investe - aquela instituição quer facilitar o acesso ao crédito por parte das empresas de menores dimensões, sobretudo numa altura em que há necessidades de financiamento de curto prazo. Por via das garantias mútuas, é possível praticar “spreads” mais baixos, refere o Barclays em comunicado.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica

QREN FINANCIA PROGRAMAS TECNOLÓGICOS PARA A JUSTIÇA

Foram aprovados para financiamento do QREN dois projectos para a modernização tecnológica do sistema judicial. Em causa está a iniciativa denominada “Tribunal XXI”, que ascende a um investimento aproximado de 19,8 milhões de euros, e o “Aumento da Eficiência Operacional da Justiça”, que foi aprovado com um valor elegível de 9,7 milhões de euros, a que corresponde um valor efectivo do FEDER de 4,6 milhões de euros.

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica 

CONCURSOS NORTE

AVISO Requalificação da Rede Escolar do Ensino Básico e da Educação Pré-escolar Até 29/07/2011 (18h00) http://www.ccr-norte.pt/novonorte/rreb23_1_2010.pdf Aviso Complementar http://www.ccr-norte.pt/novonorte/rreb23_1_2010ac.pdf Alteração http://www.ccr-norte.pt/novonorte/alt_rreb23_01_2010.pdf

ÁREA METROPOLITANA DO PORTO Requalificação da Rede Escolar do 1º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-escolar Em contínuo - até ao cumprimento dos objectivos previstos

SI QUALIFICAÇÃO PME AVISO Projectos Conjuntos – In- ternacionalização 02/05/2011 a 24/06/2011 Referencial de análise do mérito do projecto http://www.incentivos.qren.pt/document/20110503_MP_QPME_Conj_Internacionalizacao_AAC10_2011.pdf
Enquadramento Sectorial e Territorial - Estratégias de Eficiência Colectiva http://www.incentivos.qren.pt/document/20110301_AmbitoSectorRegiao_PCT_OC.pdf
Guia de Preenchimento do Formulário http://www.pofc.qren.pt/ResourcesUser/Formularios/2011/20110509_GF_QPME_Conj_Intern_AAC10.pdf
POFC AVISO Sistema de Apoios à Modernização Administrativa (SAMA) 18/05/2011 a 30/06/2011 - Fase 1 mais informações em www.qren.pt

fonte: newsletter incentivos - jornal vida económica